Pensar como dançar

«…aprender a pensar: nas nossas escolas não se tem já a menor noção disto. Mesmo nas universidades, mesmo entre os autênticos doutos da filosofia começa a cair em desuso a lógica como teoria, como prática, como ofício. Leia-se os livros alemães: já não se tem a mais remota lembrança de que para pensar é necessária uma técnica, um plano de estudo, uma vontade de mestria – de que o pensar deve ser aprendido como deve ser aprendido o dançar, como uma espécie de dança. (…)

Não se pode subtrair, com efeito, da educação aristocrática o dançar sob todas as suas formas, o saber dançar com os pés, com os conceitos, com as palavras; tenho de dizer ainda que também há que saber dançar com a pena, – que há que aprender a escrever?».

– Nietzsche, Crepúsculo dos Ídolos, p. 76-7

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s