Geometria

«Justamente como não tem buraco, a não ser a orelha para deixar passar o Espírito Santo, a Virgem é toda ela um vazio axial. Peço-te que faças um esforço para imaginar a geometria que eu proponho. Em torno desse vazio axial articula-se a aliança do Pai, do Filho e do Espírito Santo. A Virgem, em suma, é uma ausência de corpo, um buraco, mas que é também suporte. E, sendo precisamente esse corpo-buraco, está destinada a libertar a humanidade da sua obsessão erótica. A não ser que suscite, pelo contrário, no lugar desse corpo-buraco, um transbordar de imaginação para preencher o vazio. É o que tentam demonstrar os pintores para quem ela é assunto de predilecção, e muitas vezes padroeira. Em resumo, a Virgem é uma invenção genial.»

– Julia Kristeva, “Os Samurais”, p. 254.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s