Senhor e servo

Reproduzido por Paulo Leminski num artigo sobre Zen, num jornal de Curitiba editado por Reinaldo Jardim (1977).

 

«Um grupo de homens que são senhores e servos. Rostos trabalhados, que brilham em cores vivas. O senhor senta-se e o servo traz-lhe comida numa bandeja. Não há grande diferença entre os dois, nenhuma diferença mais notória do que, por exemplo, existe entre o homem que, como resultado de inúmeras circunstâncias, é inglês e vive em Londres, e o outro que é um lapónio e que naquele mesmo momento está no mar, só no seu barco, no meio de uma tempestade. Certamente que o servo – e isto só em certas circunstâncias – pode tornar-se senhor, mas esta questão, não importa que resposta possa vir a ter, não altera nada aqui, porque é um assunto que se relaciona com a avaliação actual da situação actual.»

– Kafka, “Diários”

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s