O seio da caridade

Jardim Botânico Tropical-Caridade Romana, Bernardino Ludovice (1737)
Caridade Romana, Jardim Botânico Tropical, Lisboa, Bernardino Ludovice, 1737.

.

«A estátua, representando uma jovem (Pero) a amamentar o pai (Cimon), alude a uma lenda relatada por Valerio Massimo (15, aC-35, dC) na obra Factorum et dictorum memorabilium libri (Factos e ditos memoráveis), que fala sobre vícios e virtudes. A caridade é exaltada nesta lenda, em que Pero salva a vida de seu pai, Cimon, a morrer na prisão, amamentando-o durante as visitas que lhe fazia. Na base que sustenta esta escultura, há uma citação de Valerio Massimo. O episódio tem merecido a atenção de muitos artistas, podendo-se lembrar Francesco Primaticcio (com um quadro sobre o mesmo tema no Louvre) e Rubens (com obra do mesmo título no Rijksmuseum).»

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s