Animal, o Outro

O Outro que não somos nós – mas não se aplicará também a humanos?

«Um cachorro necessita de ser alimentado três vezes ao dia. (…) A partir dos 4 meses, pode-se reduzir para duas refeições diárias e já em adultos, podem comer apenas uma vez por dia. É preciso contudo algum cuidado nas raças de porte médio/grande nas quais a torção de estômago é comum. Os cães destas raças devem comer duas vezes por dia, se possível, para que o peso da comida do estômago seja menor e diminuir assim o perigo de haver uma torção do estômago.» (Fonte: Arca de Noé)

.

Benefícios da castração / esterilização do seu cão

Evita acasalamentos indesejáveis, principalmente quando se tem um casal de animais de estimação.
Evita fugas nos machos e cios nas fêmeas.
Evita o constrangimento de ficarem “agarrando” em pernas ou braços de visitas.
Evita a marcação do território.
Evita a agressividade motivada por excitação sexual constante.
Evita cancros testiculares nos machos e cancros mamários ou uterinos nas fêmeas.
Evita o aumento do número de animais de rua.
Evita a perpetuação de doenças geneticamente transmissíveis como epilepsia, displasia coxo-femural, catarata juvenil, etc.
(Fonte: União Zoófila)

.

«Many of the animal and behaviour researcher’s observations have demonstrably shown that there will never be such an incredible overpopulation in the animal kingdom as there is at the present time with human beings. The measures to regulate births among animals are quite severe, manifold and ingenious. They extend from chemically generated scents which work like birth control pills, to cannibalism and even mass suicide as seen with the mountain lemmings in Scandinavia. After years of intense reproduction the lemmings form themselves – due to a lack of food – into a million strong herd and begin a long journey. (Lemmings are normally solitary and very aggressive animals and come together only during the mating season.) The unusual closeness in the herd increases each lemming’s aggressiveness to the point where the herd degenerates into a total mass hysteria. The herd then drowns miserably by making a suicidal plunge from a cliff into a sea or river. Only a few lemmings survive this mass suicide ensuring the preservation of their species.»
(Source)

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s