A porra dum poema

Uns amigos, tendo contado a Guerra Junqueiro sobre a enormidade do membro viril de Pedro Soriano, o poeta mostrou‑se incrédulo, então, apresentaram-lhe o tratante, para que tirasse as dúvidas pela observação directa. Pasmou e terá exclamado:

«Tamanho membro merece um poema».

Assim fez. À mesa de um restaurante da capital, entre outros convivas, e na presença do homenageado, nasceu «A Torre de Babel ou a Porra do Soriano», com um remate apocalíptico:

«Porra de bruto
que é capaz de foder o Cosmos n’um minuto!»

Junqueiro nunca pretendeu que o poema fosse publicado, mas os amigos que o ouviram fixaram‑no e fizeram surgir várias edições clandestinas, por volta de 1882, passando a ser a sua obra mais rara.

Bem se arrependeu o poeta daquela improvisação ditada por abundantes libações:

«…Quando ele imprimiu essa porcaria mostrei-lhe o meu desgosto profundo e disse-lhe que queimasse imediatamente todos os exemplares, o que julguei teria feito. Pelo que vejo não o fez, como lhe cumpria. (…)

Se o exemplar anunciado ainda não foi a leilão, peço o obséquio de mo mandar adquirir por todo o preço, guardando-mo aí até à minha chegada ao Porto. Esses versos são apenas indecências filhas de algumas horas (quem as não teve) de boémia e de embriaguez».

Durante 50 anos, empenhou‑se em destruir dezenas de exemplares do folheto, que procurava persistentemente, chegando a trocá‑los por livros seus autografados. Consta que o manuscrito original da “Pátria”, que se encontra na Biblioteca Pública do Porto, foi oferecido por ele em troca do manuscrito de “As Musas” – escrito de sua autoria, igualmente fescenino – que ali se encontrava, e de outros textos da mesma índole a ele atribuídos.

Advertisements

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s