Livro de horas

Tenho-me dado conta do quanto sou um ente horário.

Só consigo comer, dormir e pensar em períodos horários determinados, que não coincidem para estas três actividades. Se os deixo passar, corpo e alma padecem de jejum, insónia e dormência mental (a falta de dormir adormece o pensamento).

Portanto, sou mais ou menos esperta a partir da hora X e até à hora Y, e mais ou menos estúpida da hora Y até à hora X.

Ganhar consciência disto, e pretender usá-lo para efeitos de uma hábil gestão das capacidades, força-me a seguir o horizonte com uma atenção cada vez mais redobrada.

Que horas são, neste momento? – não, não digo no relógio mecânico, digo no relógio maquínico, que, como se costuma dizer, põe o primeiro num chinelo.

Cinco horas da tarde? Começo a pensar.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s