Um galheteiro

Muito do encanto de estar viva advém-me de autênticas revelações, por assim dizer, ao olhar para as coisas triviais que, então, deixam de o ser, e ganham aquela espessura que tornam o mundo interessante e jamais comum, e a graça que eu lhes acho permanece em mim como histórias de humor privadas, inefáveis na maioria das vezes.

Hoje, estava a olhar para um simples galheteiro, com os seus típicos recipientes para o azeite, vinagre, sal e pimenta, e – faísca – exclamei para mim mesma: os quatro temper(ament)os de Hipócrates!

E, a partir daí, doravante, todos os galheteiros serão para mim complexos, objecto de um fetichismo singular, pela consistência técnica com que foram concebidos, pelo sentido cósmico que integram, pela forma louca como me estimulam o pensamento.

É infindável a lista de objectos com que isso já me aconteceu: caleidoscópios, casinhas do tempo, relógios de cuco, chávenas de porcelana Satsuma, astrolábios (sobretudo, os árabes, com a sua “mula” nas costas, segundo uma lenda de Ptolomeu), etc., etc. Símbolos vivos, incapazes de saciar um apetite voraz por conexões sinápticas.

Há pessoas que julgam que pensar implica debruçar-se sobre frases num livro, sobre uma fórmula matemática, relação lógica ou problema social, enquanto o resto das coisas que compõem o seu quotidiano, unicamente usadas pela utilidade ou conforto, repousam, num tal estado de indiferença, que passam por elas sem nelas repararem.

Mas eu penso como um analfabeto, tudo é estímulo, mesmo quando não ocorre mediado pelo verbo, penso as coisas directamente, qualquer coisa, qualquer fluxo que passa, e, em certos dias, de forma tão intensa que não consigo impedir-me de ser cavalgada pela luz das sinapses, a uma velocidade tal que a mão que escreve e a mente que verbaliza não conseguem acompanhar, e eu deixo-me vencer pelo silêncio da mais extrema aceleração. Nisto, acrescento ao galheteiro, o seu quinto elemento.

Advertisements

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s