Três voltas

Por três vezes, o acaso fez um determinado indivíduo atravessar-se no meu caminho: da primeira vez, encontrou-me por si só; da segunda, por intermédio de uma mulher; da terceira, através de uma máquina.

Assombra-me a indagação: por que é que este signo retorna na minha vida?, o que é que o acaso tenta insistentemente aqui que os elementos envolvidos, não só desconhecem, como se mantêm em guarda?

Ah, acaso, tu e os teus números teatrais em que me procuras fazer tropeçar por divertimento. O grande trapaceiro ri e eu apenas recebo o eco de consolo.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s